Pesquisar este blog

Carregando...

domingo, 27 de maio de 2012

Mapa das universidades federais em greve no Brasil


O mapa das IFES que se encontram em greve mostra muitas coisas, além da disseminação nacional da greve dos professores das universidades públicas federais. Algumas outras informações devem ser acrescentadas: a UFGD e a UFSM também entraram em greve. No caso da UFG, o movimento grevista tem se instalado em vários campi do interior e não chegou à capital. A Adufg pertence ao quadro das Proifes e, pressionada pelo movimento grevista nacional, indicou o dia 11/6 como data de início da greve, data em que se espera que uma greve geral do funcionalismo público se deflagre. Eis aqui o primeiro exemplo em que a base pode passar por cima da direção Proifes-PCdoB.
Quanto às demais Universidades que não estão em greve, entendo que uma parte da explicação encontra-se no fato de que muitas delas não estão mais vinculadas ao Andes, ou seja, se distanciaram do sindicalismo combativo para aderirem ao sindicalismo chapa branca. Várias das Ads dessas universidades estão ligadas ao Proifes: UFRGS, UFCSPA, UFMS, UFSCar, UFRN, UFBA e UFC. Dessas aí, soube que na UFRN a base está pressionando à diretoria pelega do PT por greve. A assembléia deverá ocorrer no dia 30/5 e teremos aqui um segundo exemplo em que a base passa por cima das decisões da direção Proifes-PT. No caso da UFSC, a APUFSC saiu do Andes sem filiação à nenhuma entidade nacional e com a atual direção é muito difícil sair qualquer tipo de greve. O mesmo ocorreu com a Apubh que representa os prof. da UFMG, mas pelo que pude notar irão discutir a possibilidade de deflagrar greve. A UNILAB parece que está se integrando ao sistema Proifes junto com a UFC na ADUFC e encontra-se no rol de IFES recém-criadas com muitos docentes em estágio probatório, o que dificulta a organização. UFPel e Unifei pertencem à base do Andes, mas não conseguiram emplacar a greve. No caso da UFPel, soube que estão organizando mobilizações/paralisações semanais. UFFS: acabou de criar a seção sindical do Andes, mas não há nada de mobilização. Esta Universidade está localizada em cinco campi e em três estados, o que dificulta sobremaneira a organização dos docentes que se encontram, na sua quase totalidade, em estágio probatório. UFABC está com indicativo de greve para o dia 31/5 (pertence à base do Andes). UNILA: os docentes possuem uma associação local e  deflagraram greve.
Viva o Andes e a luta dos docentes das IFES
Danilo Martuscelli

Nenhum comentário: